Pesquisar

Especialistas ambientais de Portugal e da Galiza reuniram em Guimarães

W14 1 690 2000
27 Abril 2017

Eixo Atlântico organizou no Laboratório da Paisagem a II Conferência de Intercâmbio de Experiências no Âmbito da Sustentabilidade. Cidades Inteligentes, Acessibilidade, Energia e Resíduos, também, entre os temas.

O auditório do Laboratório da Paisagem, em Guimarães, recebeu esta quinta-feira o II Seminário de Intercâmbio de Experiências no Âmbito da Sustentabilidade do Eixo Atlântico. Especialistas de diversos municípios de Portugal e da Galiza estiveram reunidos para um intercâmbio de boas práticas ambientais.

Sob o mote “Cidades Sustentáveis, Resilientes e Inteligentes”, ao longo de toda a manhã, responsáveis municipais de Guimarães, Braga, Vila Nova de Famalicão, Valongo, Matosinhos, Barcelos, Maia, Santa Maria da Feira e Porto, e Lugo e Monforte de Lemos, de Espanha, partilharam ideias e projetos já implementados nos seus territórios.

Guimarães, que prepara a candidatura da Capital Verde Europeia 2020, mostrou o caminho que tem percorrido na procura de um futuro mais sustentável, partilhando alguns dos exemplos que têm merecido elogios e até algumas distinções.

O Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular apresenta-se como uma associação transfronteiriça composta por diversas cidades do Norte de Portugal e da Galiza, cujo objetivo fundamental é o desenvolvimento económico, social, cultural, científico e tecnológico das cidades e regiões que lhe pertencem.

  • W2 1 700 400
    W2 1 139 90
  • W3 1 700 400
    W3 1 139 90
  • W8 1 700 400
    W8 1 139 90
  • W9 1 700 400
    W9 1 139 90
  • W3 1 700 400
    W3 1 139 90
  • W6 1 700 400
    W6 1 139 90
  • W15 1 700 400
    W15 1 139 90
Subscrever newsletter