Pesquisar

Guimarães distinguida em programa europeu pela “Proteção e Promoção da Biodiversidade”

Guimaraes urbact 1 690 2000
06 Outubro 2017

Distinção foi entregue em Tallinn no Festival Internacional de Cidades URBACT, em que Guimarães apresentou ao longo de três dias o projeto P2GREeN – Proteção e promoção da biodiversidade de Guimarães – Património Natural.

Ao longo de três dias, a capital da Estónia recebeu o Festival Internacional de Cidades do programa europeu URBACT que juntou mais de 230 cidades de 29 países de toda a europa. A delegação vimaranense foi chefiada pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães Amadeu Portilha e composta ainda pelo presidente do Laboratório da Paisagem, Jorge Cristino e pelo diretor executivo daquela instituição, Carlos Ribeiro.

Na cerimónia de entrega de prémios que decorreu no Tallinn Creative Hub – Kultuurikatel, Guimarães recebeu a distinção pelo seu projeto no âmbito da Biodiversidade, e que contempla um conjunto de ações integradas desenvolvidos pelo Laboratório da Paisagem de Guimarães e pela Câmara Municipal de Guimarães.

Do plano estratégico premiado fazem parte o projeto “Biodiversity GO! – Criação de uma Base de Dados de Biodiversidade”, o “Plano de Controlo de Espécies Invasoras”, o projeto de plantação de árvores autóctones, “Guimarães mais Floresta”, a criação de novas Rotas de Biodiversidade e ainda a construção de novos locais para observação de espécies, nomeadamente o já anunciado Centro Ornitológico na Montanha da Penha.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães Amadeu Portilha aproveitou a ocasião para afirmar a circunstância de «mais um momento feliz para Guimarães» e que vem «premiar o trabalho que temos desenvolvido ao longo dos últimos anos também na proteção e promoção da biodiversidade».

Guimarães deu a conhecer ainda, durante os três dias de Festival, a “Boa Prática” distinguida nas várias sessões de apresentação que tiveram lugar em Tallinn, aproveitando igualmente para mostrar o caminho que o concelho tem feito no âmbito do desenvolvimento sustentável do território e da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020, entregue na última semana.

O programa URBACT permite às cidades trabalharem em conjunto para o desenvolvimento de soluções sustentáveis para os principais desafios urbanos, partilhar experiências, numa lógica de gestão urbana integrada, através do estabelecimento de redes de transferência de boas práticas e partilha de conhecimento. O URBACT, criado em 2002, é financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e os seus parceiros, bem como os estados membros da União Europeia.

Subscrever newsletter