Pesquisar

Domingos Bragança lançou o desafio para a criação da “Associação Brigadas Verdes”

Festa primavera 18c09838 small 1 690 2000
26 Março 2018

O repto foi lançado durante a conferência “Brigadas Verdes – Um território de eco-cidadãos", que decorreu no passado sábado no Laboratório da Paisagem, integrada na Festa da Primavera.

No passado sábado, 24 de março, no Laboratório da Paisagem, teve lugar a conferência “Brigadas Verdes – Um território de eco-cidadãos”. Integrado na Festa da Primavera, o evento pretendeu refletir sobre a importância da contribuição da sociedade civil para um mundo mais sustentável, tomando como exemplo o trabalho que as Brigadas Verdes têm realizado no Concelho de Guimarães, numa missão ambientalista totalmente voluntária. Atualmente, são 15 os grupos constituídos, contando com centenas de voluntários em várias freguesias e numa escola profissional.

O debate centrou-se na importância do trabalho realizado por estas brigadas, constituídas por cidadãos, para um ambiente mais saudável. A distinção de Eco-Freguesia, obtida, em 2017, por cinco freguesias vimaranenses, foi também motivo para a apresentação dos 10 indicadores utilizados na avaliação do título, tendo sido feito o apelo para que as restantes freguesias possam, também elas, melhorar a sua prestação e candidataram-se a Eco-Freguesias. Destaque para a presença de Eduardo Rêgo, voz inconfundível dos documentários da BBC em Portugal, transmitidos na SIC, e criador do projeto “Loving the Planet”.


Na sessão de encerramento, Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, fez questão de agradecer o trabalho já efetuado pelas Brigadas Verdes, no que apelidou de trabalho “genuíno e autêntico”, insistindo na ideia de que o exemplo que parte de toda a sociedade, e não só do executivo, é de grande importância no caminho que o Concelho de Guimarães está a percorrer, desde que decidiu candidatar-se a Capital Verde Europeia 2020. Contudo, Domingos Bragança colocou o foco na necessidade de construção de infraestruturas públicas que levem o cidadão a tomar as melhores decisões, uma vez que “não é possível pedir aos cidadãos que optem por uma postura amiga do ambiente se não estiverem criadas as condições para tal”. A par das acessibilidades e da reestruturação da rede viária existente, os passeios, a ecovia e uma rede de postos de carregamento rápido elétrico foram exemplos referidos pelo edil para reforçar a ideia de que o futuro não deve ser descurado, apesar dos problemas do presente.


Domingos Bragança lançou ainda um repto final, o da criação da “Associação Brigadas Verdes”. “O trabalho das Brigadas Verdes deve ser um trabalho de cooperação, dando amplitude e continuidade a uma postura de salvaguarda do ambiente que não conheça fronteiras. Devemos estender a ação de cada uma das freguesias às freguesias vizinhas e, posteriormente, aos concelhos vizinhos, pois a causa ambiental é uma causa universal”, concluiu.

Subscrever newsletter