Pesquisar

Coleção permanente do Centro Internacional das Artes José de Guimarães

28 Janeiro 2017 a 31 Dezembro 2017
Dsc 0127 depois 1 690 2000

A coleção permanente do CIAJG tem uma constante alternância entre artistas recentes e mais experientes e com uma grande variedade de propostas, incluindo a apresentação de obras originais de José de Guimarães, patrono do Centro.
No primeiro ciclo expositivo de 2017, o Centro vai abordar o corpo sob 4 diferentes pontos de vista: o corpo e a morte, o corpo e a guerra, o corpo e a história e a representação do corpo. Neste ciclo, vão ser abordadas a mudança e permanência, apresentando a grande e a pequena escala, o universal e o íntimo. Vários artistas trabalham com arquivos, que investigam o passado para trazê-lo ao presente, para que o público, espetadores-atores, façam essa reflexão.
Da coleção de José de Guimarães estão presentes: Arte Africana, Arte pré-Colombiana e Arte Chinesa Antiga;
Objetos do património arqueológico, popular e religioso;
Obras de Christine Henry, António Bolota, José de Guimarães, Vasco Araújo, Rui Toscano, Stefano Serafin, Franklin Vilas Boas, Rosa Ramalho, Ernesto de Sousa, Tomás Cunha Ferreira, Musa paradisiaca, Jaroslaw Flicinski;
Stefano Serafin, Arte em Estado de Guerra;
Curadoria de Paula Pinto;
Com a colaboração de FAST - Foto Archivio Storico Trevigiano della Provincia di Treviso;
António Bolota, Sem escala;
Com a colaboração da Galeria Vera Cortês;
Christine Henry, Birds;
Esta exposição é direcionada para pessoas de todas as idades, a entrada para o CIAJG tem um custo de 4€ e o centro está aberto de terça a domingo, da parte da manhã das 10h00 até às 13h00 e da parte da tarde das 14h00 até às 19h00.

Subscrever newsletter