Pesquisar

Coordenadores mundiais do programa “Jovens Repórteres para o Ambiente” reúnem em Guimarães

Reuniao reporteres ambiente 1 690 2000
16 Fevereiro 2017

Reunião internacional (YRE NOM 2017) deste conhecido programa decorre em Guimarães. Sessão de abertura realiza-se esta sexta-feira, às 09 horas, no Museu de Alberto Sampaio.

Guimarães recebe até este domingo, 19 de fevereiro, os gestores de programas de educação para a sustentabilidade provenientes de mais de 30 países do mundo para uma reunião de âmbito internacional relativa ao programa “Jovens Repórteres para o Ambiente”. A sessão de abertura está marcada para esta sexta-feira, 17 de fevereiro, às 09 horas, no Museu de Alberto Sampaio, com os trabalhos a decorrerem depois na extensão do museu, na Praça de S. Tiago.

Este encontro, organizado pela Foundation for Environmental Education (FEE) e em Portugal pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães, tem como o objetivo apurar novas estratégias e metodologias para o desenvolvimento deste programa. A iniciativa insere-se, também, no processo da candidatura vimaranense a Capital Verde Europeia 2020, no âmbito do desígnio “Guimarães Mais Verde”, sendo igualmente um programa de educação ambiental que se enquadra no projeto PEGADAS.

A reunião conta com cerca de 70 participantes, provenientes de Organizações Não Governamentais de Ambiente de mais de 30 países: Austrália, Brasil, Dinamarca, Japão, França, Alemanha, Gana, Grécia, Índia, Irlanda, Israel, Letónia, Malta, Mongólia, Montenegro, Marrocos, Nova Zelândia, Irlanda do Norte, Portugal, Porto Rico, Roménia, Escócia, Sérvia, Singapura, Eslováquia, Eslovénia, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Holanda, Peru, Estados Unidos e Portugal.

Estarão também presentes neste evento algumas escolas nacionais que vão contar a sua experiência no programa JRA, (OFICINA, EB 2,3 de Gualtar, EB 2,3 da Madalena; Escola Prof. Amar a Terra Verde) e também efetuar a cobertura jornalística do encontro. Joana Pedro, uma jovem repórter portuguesa enviada à COP 22, em Marrocos, integra este pequeno grupo de Jovens Repórteres freelancers.

O programa Jovens Repórteres para o Ambiente (JRA), implementado em Portugal pela ABAE há mais de 20 anos, visa trabalhar com os jovens o desenvolvimento do espírito crítico e da vertente de investigação, reportagem e comunicação sobre ambiente e sustentabilidade. Envolve atualmente cerca de 100 escolas em Portugal e algumas dezenas de jovens freelancers. A adesão é livre e pode ser feita no portal de reportagens JRA.

Subscrever newsletter