Pesquisar

Domingos Bragança convida instituições culturais para projetos em conjunto

Foto 1 1 690 2000
14 Abril 2018

Presidente da Câmara Municipal de Guimarães destaca a marca cultural no concelho e alerta as instituições para a realização de projetos comuns.

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães lançou um desafio às instituições culturais do concelho para “entrelaçarem” os projetos que desenvolvem e “apresentarem produções comuns”, realçando que “com este tipo de cooperação será possível afirmar ainda mais o nosso território na dimensão cultural”.

No entender de Domingos Bragança, “as associações têm desenvolvido um papel importante na dinamização cultural” e fez questão de agradecer a “estabilidade institucional” que se verifica na vertente associativa vimaranense, “fruto do empenho de todos os que se têm dedicado às suas associações”.

O Presidente da Autarquia vimaranense revelou a disponibilidade da Câmara em “apoiar” os projetos comuns que sejam apresentados no domínio dos espaços públicos e que “sejam capazes de surpreender os vimaranenses e aqueles que nos visitam”, como forma de expandir ainda mais a marca da cultura numa interligação com o ambiente, lançando como exemplo o conceito biocultural da Capital Verde Europeia. Apontou ainda que “é importante levar a cultura à comunidade educativa e estar presente nas escolas com o teatro, a música e o folclore. Gostaria de ver esse tipo de ações desde o público infantil até à universidade”, acrescentou o Domingos Bragança, manifestando a disponibilidade da Cooperativa Oficina e dos serviços de Cultura da Câmara Municipal.

Domingos Bragança apresentou este desafio aos representantes das associações no decurso da sessão de assinatura de protocolos de descentralização cultural, que decorreu este sábado, 14 de abril, no Salão Nobre, com a presença da Vereadora da Cultura, Adelina Pinto.

No total são 66 as instituições que integram este protocolo, entre Bandas Musicais e Orquestras (5), Grupos Folclóricos (27), Grupos de Teatro (10), Grupos Corais (7), Grupos de Música Tradicional (8) e Escolas de Música (9). O Município atribuiu o montante global de 76.350 mil euros como uma medida de incentivo e apoio à formação, criação, produção e divulgação cultural em diferentes áreas e por todo o território concelhio.

  • Contratos programa cultura 18c08726 1 700 450
    Contratos programa cultura 18c08726 1 139 90
  • Contratos programa cultura 18c08814 1 700 450
    Contratos programa cultura 18c08814 1 139 90
  • Contratos programa cultura 18c08889 1 700 450
    Contratos programa cultura 18c08889 1 139 90
  • Contratos programa cultura 18c08833 1 700 450
    Contratos programa cultura 18c08833 1 139 90
  • Contratos programa cultura 18c08850 1 700 450
    Contratos programa cultura 18c08850 1 139 90
  • Contratos programa cultura 18c08923 1 700 450
    Contratos programa cultura 18c08923 1 139 90
Subscrever newsletter