Pesquisar

De 1 a 6 de Outubro

200692716143149171 1 690 2000
27 Setembro 2006

C.M. GUIMARÃES ASSOCIA-SE AO DIA MUNDIAL DA MÚSICA

A Câmara Municipal de Guimarães associa-se ao Dia Mundial da Música que se comemora no próximo domingo, dia 1 de Outubro, tendo preparado um programa que se estenderá até ao dia 6 de Outubro.

 

 

 

 

 

 

C.M. GUIMARÃES ASSOCIA-SE AO DIA MUNDIAL DA MÚSICA

A Câmara Municipal de Guimarães associa-se ao Dia Mundial da Música que se comemora no próximo domingo, dia 1 de Outubro, tendo preparado um programa que se estenderá até ao dia 6 de Outubro.

PROGRAMA GERAL (de 1 a 6 de Outubro de 2006)

Dia 1, Domingo, 21h30
Ensembles de Flautas e Saxofones da Academia de Música Valentim Moreira de Sá
Paços dos Duques de Bragança

Criada em 1992, a Academia de Música Valentim  Moreira de Sá, propriedade da Sociedade Musical de Guimarães, é uma escola do ensino vocacional de Música.
Tem autorização de funcionamento, concedida pelo DES - Departamento do Ensino Secundário, do Ministério da Educação – e paralelismo pedagógico para Cursos Básicos e Complementares de instrumento.
No presente ano lectivo é frequentada por cerca de 300 alunos, distribuídos pelos seguintes cursos:

INICIAÇÃO MUSICAL 
Para crianças a partir dos 5 anos de idade.

CURSOS BÁSICOS DE INSTRUMENTO
Piano, Violino, Viola Dedilhada, Flauta Transversal, Trompete, Trombone, Saxofone, Violoncelo, Fagote, Clarinete, Oboé, Percussão.

CURSOS   COMPLEMENTARES  DE INSTRUMENTO
Piano, Viola Dedilhada, Clarinete e Saxofone. 

CURSOS LIVRES
Técnica Vocal, canto, acordeão, órgão,  além dos instrumentos referidos para os cursos básicos.

PROGRAMA
Quarteto de Flautas
BODAS DE FIGARO
W. A. Mozart

SUITE "QUEBRA NOZES"
P. I . Tchaikovsky
                  
TICO - TICO NO FUBÁ
Folclore Brasileiro
Flauta: Paula Soares
Flauta: Gabrielle Silva
Flauta: João Ferreira
Flauta: Francisco Barbosa
 
Quarteto  de Saxofones
BALADA DE OUTONO
José Afonso
THREEPENNY ÓPERA
K. Weil
- Overture
- Polly Song

QUATUOR OP. 53
J. B. Singelée
- Andante/ Allegro
- Largo
- Presto
                             
Sax - Soprano: Eugénia Martins
Sax - Alto: Sara Martins
Sax - Tenor: Augusta Batoca
Sax - Baritono: Daniela Fernandes
 
Flauta e Piano
VOCALISE Nº 14
Rakmaninov
Flauta: João Ferreira
Piano: Pedro Pereira
 
Quarteto de Clarinetes
DANSE
C. Debussy

O RAPTO DO SERRALHO
W. A. Mozart
- Overture
- Arie des Belmonte
- Arie der Blonde
- Arie des Belmonte
- Romance des Pedrillo
- Arie des Osmin und Finale
 
Clarinete - Soprano: Mariana Silva
Clarinete - Soprano: Catarina Fernandes
Clarinete - Soprano: Artur Fernades
Clarinete - Baixo: Ricardo Teixeira
 

Dia 2, Segunda, 21h30
Orquestra do Norte
Igreja de S. Francisco

Elvira Ferreira

Nasceu no Porto, onde iniciou os seus estudos de música e canto, com Gemma Sala e Annerose Gilek, no Curso de Música Silva Monteiro. Posteriormente, trabalhou técnica vocal e interpretação de ópera e concerto com Lola Aragón, na Casa de Mateus, e com Helena Pina Manique, Gino Bechi e Marimi del Pozo, em Lisboa.
Frequentou a Academia Verdiana, em Busseto, onde estudou com Carlo Bergonzi.
Foi cantora residente do Teatro Nacional de S. Carlos.
Interpretou os papéis de Pamina e Papagena (Die Zauberflate - Mozart), Sirena (Rinaldo - Häendel), Sièfge Louis XV (L’Enfant et les Sortilèfges - Ravel), First Witch (Dido and Aeneas - Purcell), Lisetta (Lo Spirito di Contradizione - Francisco António de Almeida) Sacerdotisa (Aida - Verdi), Micaela, Frasquita (Carmen - Bizet), Oscar (Un Ballo in Maschera - Verdi), Adina (Elisir d’Amore - Donizetti), Despina (Cosí Fan Tutte - Mozart), Blonde (Die Entfüfhrung aus dem Serail - Mozart), Sophie (Der Rosenkavalier - Strauss), Elvira (L’Italiana in Algeri - Rossini), Nannetta (Falstaff - Verdi), Gilda (Rigoletto - Verdi), Amina, Lisa (La Sonnambula - Bellini), Marzelline (Fidelio - Beethoven), Anna (Nabucco - Verdi), Nella (Gianni Schichi - Puccini), Rosina, Berta (Il Barbiere di Siviglia - Rossini), Zerlina (D.Giovanni - Mozart), Primeira Trabalhadora, Segunda Irmã, Segunda Mulher, (Os Dias Levantados - Pinho Vargas), Mrs. P (The Man Who Mistook His Wife For A Hat - Michael Nyman), Susanna (Le Nozze di Figaro - Mozart), Mme Euterpova (Help, Help, the Globolinks - Menotti), Primeira Flor (Parsifal - Wagner), o Segundo Anjo (Palestrina - Pfizner), Lisetta (Ouro Não Compra Amor - Marcos Portugal), Liùd (Turandot - Puccini), Ernesta (As Damas Trocadas - Marcos Portugal).
Do repertório de concerto, interpretou a Missa em Dó menor, de Mozart, a cantata Carmina Burana, de Orff, o Requiem à memória de Luís de Freitas Branco, de Joly Braga Santos, o Te Deum, de Silva Leite, o Te Deum de Charpentier, a Missa de Santa Cecília, de Haydn, o Stabat Mater, de Rossini, a IX Sinfonia de Beethoven, os Quatro Madrigales Amatorios, de Joaquín Rodrigo, Le Martyre de Saint Sébastien, de Debussy, o Requiem de Verdi, o Stabat Mater de Dvorak.
Foi dirigida pelos maestros Franco Ferraris, Armando Gatto, John Neschling, Silva Pereira, Manuel Ivo Cruz, Roberto Perez, Armando Vidal, João Paulo Santos, Gunther Neuhold, Roberto Manfredini, Nello Santi, Armstrong, Rafael Montes, Christopher Bochmann, Jorge Matta, Michael Nyman, Fernando Fontes, Leonardo de Barros, Muhai Tang, Tadeusz Serafin, Ramón Encinar, Gabor Ötvöas, Paolo Arrivabene, Josep Ferrer, Michael Zilm, Nicolai Lalov, Zoltán Peszkó, Hynek Farkaf, Nino Lepore, Antoni Wit, António Lourenço, Félix Carrasco.
Cantou com a Orquestra do Teatro Nacional de S. Carlos, Sinfónica Portuguesa, Orquestra do Norte, Orquestra Clássica do Porto, Orquestra Nacional do Porto, Orquestra do Algarve, Orquestra Sousa Carvalho, Orquestra da BRT, em concertos na Bélgica, a Orquestra Sinfónica Juvenil, o Coro e Orquestra Filarmónicos de Shanghai, no Festival Internacional de Música de Macau, a Orquestra da Ó'eepera de Sófia, em concertos na Bulgária, a Orquestra da Welsh National Opera, em Cardiff, a Orquestra do Teatro Angrense, a Orquestra Clássica da Madeira, a Orquestra Emeritus, de S. Francisco, nos Estados Unidos da América, a Royal Philarmonic Orchestra, em Lisboa e no Porto, a Orquestra Gulbenkian, em Lisboa e Macau, a Orquestra Sinfónica Sant Cugat, em Barcelona e a Orquestra Filarmónica de Varsóvia.
Gravou para a RTP e para a RDP recitais de música espanhola com o pianista António Toscano, com quem se apresenta regularmente em público. 
Gravou para a etiqueta EMI a ópera “Os Dias Levantados”, de António Pinho Vargas. 
Cantou também com os pianistas Irene Stiglic, Armando Vidal, Carla Seixas, João Paulo Santos, Fernando Domingos, Fernando Fontes, Alan Branch, Francisco Sassetti, Vera Prokic, Xavier Parés e Nicholas MacNair.
Colaborou com o Real Teatro de Queluz.
Participou nos Encontros de Música da Casa de Mateus e no Festival Internacional de Música de Macau.
Foi premiada no concurso “Ópera e Belcanto”, da Radiotelevisão Belga, em Gand.
Foram-lhe atribuí'os os prémios “Tomás Alcaide” e “Nova Gente”, pela sua interpretação do papel de Gilda, na ópera “Rigoletto”, de Verdi.

José Manuel Araújo

Frequentou a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde cursou Filologia Clássica, e o Conservatório Nacional, onde estudou Piano, Violoncelo, Composição, Cravo, Clavicórdio, Interpretação de Música Antiga e Canto, tendo terminado o curso superior desta disciplina com a máxima classificação, assim como a licenciatura em Canto, na Escola Superior de Música de Lisboa. Estudou com José de Oliveira Lopes, Lola Aragón, Gino Bechi, Ettore Campogallianni, Claude Thiolass, Marimi del Pozo, e, na Accademia Verdiana em Busseto, com Carlo Bergonzi. Foi cantor solista do Teatro Nacional de São Carlos. Cantou os papéis de Camille (A Viúva Alegre), Pollione (Norma), Uldino (Attila), Ismaele (Nabucco), Jim Mahoney (Ascensão e Queda da Cidade de Mahagónny), Steuermann (Der Fliegende Holländer), Léon (La Mèfre Coupable), O Conde (O Amor Industrioso), O Fidalgo (Triologia das Barcas), Lo Studente (Manon Lescaut), Wagner (Mefistofele), Helenus (Les Troyens), Moser (Die Meistersinger), Tamino (Die Zauberflöate), Alfredo, Gaston (La Traviata), Conde Almaviva (Il Barbiere di Siviglia), D. José (Carmen), Duque de Mântua (Rigoletto), Bedel Bamford (Sweeney Todd), Jasão (Os Encantos de Medeia), Dr. S. (The Man Who Mistook His Wife For A Hat), Cavaradossi (Tosca), Altoum (Turandot), Manrico (Il Trovatore).
Do repertório de concerto, cantou a IX Sinfonia de Beethoven, a Missa da Coroação e o Requiem de Mozart, o Stabat Mater e a Petite Messe Solennelle, de Rossini, El Retablo de Maese Pedro, de Falla, o Requiem de Verdi, Die Schöapfung, de Haydn, L’Oratorio de Noël, de Saint-Saëns, o Stabat Mater, de Cimarosa.
Foi dirigido pelos maestros John Neschling, Wolfgang Rennert, Daniel Nazareth, Armando Gatto, Franco Ferraris, Lathan Köenig, Frédéric Chaslin, Gregor Büfhl, Dimitri Kitaenko, Silva Pereira, João Paulo Santos, Manuel Ivo Cruz, Gunther Arglebe, Ferreira Lobo, Rafael Montes, Ino Turturo, Cristopher Bochmann, Leonardo de Barros, Michael Nyman, Fernando Fontes, Laszlo Heltay, Tadeusz Serafin, Roberto Perez, Renato Palumbo, Rengim Göakmen, Gabor Ötvöas, Zoltán Peszko, Zsolt Hamar, Félix Carrasco.
Cantou com a Orquestra do Teatro Nacional de S. Carlos, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, a Orquestra Filarmónica de Moscovo, a Royal Philarmonic Orchestra, a Orquestra de Pequim, a Orquestra Sinfónica Juvenil, a Orquestra da RDP, a Orquestra do Norte, a Orquestra Sinfónica de Vallèfs, a Orquestra Angrense, a Orquestra Clássica da Madeira.
É professor do Conservatório Nacional de Música de Lisboa e da Academia de Amadores de Música.

Armando Vidal

Tendo iniciado muito cedo os seus estudos musicais, concluiu no Conservatório Regional de Aveiro o Curso Superior de Piano com grande distinção. Como bolseiro da Fundação Gulbenkian fez estudos de aperfeiçoamento com os profs. Croner de Vasconcellos, Karl Engel e Paul von Schillawsky.
Tem-se apresentado em numerosos recitais e gravações para a RTP e RDP, bem como para disco e CD, com os mais destacados cantores e instrumentistas portugueses e estrangeiros. Das suas gravações mais recentes contam-se “A Canção Portuguesa” com Carlos Guilherme e “Casablanca - Os Êxitos da Broadway” com o Real Teatro de Queluz. Tocou em várias cidades de Portugal, Madeira, Açores, Macau, Angola, Marrocos, Espanha, França, Bélgica, Alemanha e Roménia. Acompanhou em concerto nomes como Joy Bogen, Mara Zampieri, Fiorenza Cossotto, Ivo Vinco, Carlo Bergonzi.
Colaborou  em diversos Cursos de Interpretação com Paul Tortelier, Karene Giorgian, Ludwig Streicher, Regina Resnick, Ileana Cotrubas e Mara Zampieri.
Interpretando obras originais de João Paes, tem o seu nome em filmes de Manoel de Oliveira, tais como "Mon  Cas" e "Os Canibais".
Tendo exercido funções de professor em diversas cadeiras nos Conservatórios Regionais de Aveiro, Ponta Delgada e Braga, no Conservatório Nacional de Lisboa, e de Maestro Assistente no Teatro Nacional de S. Carlos, é presentemente professor das classes de Música de Câmara no Conservatório Nacional de Lisboa e de Correpetição na Escola Superior de Música de Lisboa.
À frente do grupo "Ópera de Câmara do Real Teatro de Queluz", tem apresentado por todo o País espectáculos de "La Serva Padrona" e “Stabat Mater” de Pergolesi, "O Tanoeiro" de Thomas Arne, “Quarteto Lírico com Piano”, “Casablanca-Êxitos da Broadway” e “La Bohème” de Puccini.
Com solistas, coro e orquestra do Teatro Nacional de S. Carlos dirigiu um Concerto Coral-Sinfónico, bem como os espectáculos de ópera "A Vingança da Cigana" e "L'Elisir d'Amore". Fez concertos regulares com a Orquestra D. Fernando II, dirigiu várias récitas das óperas “Apolo e Jacinto” e “Don Giovanni” de Mozart, “L’île de Tulipatan” de Offenbach, do intermezzo “Pimpinone” de Telemann.
Desde 2003 dirige a Orquestra do Norte em variados programas. Destaca-se a ópera “Bodas de Fígaro” de Mozart, Concertos coral-sinfónicos como a “Missa da Coroação” de Mozart e Concertos Líricos com os mais prestigiados cantores.

PROGRAMA
 
AS BODAS DE FÍGARO, ABERTURA
Mozart

MANFRED, ABERTURA
Schumann

FIDÉLIO, “O WÄR `ICH SCHON MIT DIR VEREINT”
Beethoven

FIDÉLIO, “GOT! WELCH`DUNKED HIER!”
Beethoven

DER FREISCHUTZ, ABERTURA
Weber

DER FREISCHUTZ, “WIE NAHTE MIR DER SCHLUMMER”
Weber

“NEIN! LÄNGER TRAG`ICH NICHT / DURCH DIE WÄLDER”
Weber

Orquestra do Norte
Elvira Ferreira, Soprano
José Manuel Araújo, Tenor
Armando Vidal, Direcção

Dia 4, Quarta, 21h30
Associação Artístico Musical
de Brito - (Duo Trompetes)
Paços dos Duques de Bragança

João Martins de Almeida 

Desde a idade de oito anos que começou a desenvolver o gosto pela Música, nomeadamente pelo trompete, o que o levou a ingressar numa Banda Filarmónica na cidade de Viseu.
Aos 18 anos entra na Banda de Música da FORÇA AÉREA PORTUGUESA onde permaneceu por doze anos onde obteve o posto de 1º Sargento Músico.
Ao terminar a sua permanência na Banda da F. A. P., começou a leccionar em Escolas Particulares nas cidades de Amora e Lisboa. 
Estudou no Conservatório de Música na cidade de Setúbal, no Conservatório Nacional, na Academia de Amadores de Música e Instituto de Música “Vitorino Matono”, ambos na cidade de Lisboa.
Criou a sua própria Escola de Música na cidade de Amora que encerrou em 1998.
Presentemente está a estudar com o Sr. Professor Manuel Pereira e a leccionar na Escola de Música “Piano Musical, Lda.” 

Manuel Carlos da Cunha Pereira

Aos nove anos, inicou os estudos musicais com  seu pai. Aos onze anos, entra na Filarmónica onde começou como trompetista, instrumento que ainda hoje toca.
Concorreu como trompetista para a Banda da Região Militar Norte, onde entrou em Janeiro de 1985. Mais tarde, fez parte da Orquestra Ligeira do R.I.P. .
Concorreu ao Conservatório Nacional do Porto, ficando aprovado com distinção.
Em 1988 ingressou na Banda Sinfónica da P.S.P. onde, ainda hoje faz parte.
Seguidamente concorreu à Escola de Música e Bailado Nossa Senhora do Cabo, em Linda-a-Velha, onde terminou o oitavo grau do Curso de Trompete. Posteriormente frequentou as disciplinas teóricas musicais no Conservatório Nacional de Lisboa.
Fez parte da Big Band Jazz como trompetista solista a cargo do professor Pedro Moreira (director pedagógico da Escola de JAZZ Hot Club).
Estudou Guitarra Clássica no Conservatório, assim como Prática de Teclado.
Frequentou várias Master Class, de Regência de Orquestra e de Trompete.
É professor de música na Escola de Música da A. Artístico Musical de Brito, na Escola dos Amigos de S. Vicente da Beira e dá aulas particulares.
Faz parte de grandes projectos musicais, como: Big Band JAZZ, Grupo de Música Popular Portuguesa, Duo de Trompetes e Grupo de Bailes.
Continua a estudar e investigar na área musical.

PROGRAMA

PATHETIQUE SONATA
Beethoven

ODE TO SOY
Beethoven

MINUETO Nº 2
Bach

TEMA DE MOZART
Mozart

TEMA DE GRETRY
Gretry

MARCHA
De Gouy

PENA SILENCIOSA
Webbe

MELODIA
Anónimo

MARCHA REAL DE ESPANHA
Anónimo

MARCHA
Anónimo

CANCIÓN DE VIVAC
Anónimo

CANCIÓN ALEMANA
Kucken

MARCHA
De Gouy

TIC, TIC, TOC
Anónimo

EL CARNAVAL DE VENECIA
Anónimo

BOLERO
De Gouy

NORMA
Bellini

MELODIA
Anónimo

LA ÚLTIMA ROSA DEL VERANO
Anónimo

CAVATINA DE “LA SONÂMBULA”
Bellini

EL CAZADOR FURTIVO
Weber

TEMA FRANCÊS
Anónimo

Dia 6 de Outubro, 21h30
Vítor Marques
João Paulo Teixeira
Paços dos Duques de Bragança

Vítor Matos, Clarinete

Estudou nos Conservatório de Música Calouste Gulbenkian em Braga, Conservatório de Música do Porto e na Escola Superior de Música do Porto nas classes de José Matos, Moreira Jorge, António Saiote, Carlos Alves e luís Silva. E diplomado pela Escola Superior de Música do Porto.
Efectuou master class  com alguns dos mais aclamados clarinetistas da actualidade tais como; Michel Arrignon (professor da Escola Superior de Música de Paris), Philipe Cupper (Super-solista da Ópera de Paris), Paul Mayer e  Guy Deplus.
De 1995 a 1997, foi solista A e B na Orquestra do Norte.
Colaborou com as seguintes Orquestras: “Filarmonia das Beiras”, “Sinfonieta”, do Porto, Orquestra de Câmara “Musicare”. Foi membro e fundador da Orquestra Invicta
Estudou direcção de Orquestra com o Maestro Cesário Costa, tendo também frequentado cursos de direcção de orquestra com o maestro Robert Houlihan.
Foi em 1999 e 2000 professor orientador da classe de clarinete, nas Jornadas Musicais de Santa Maria da Feira.
Tem tido desde 2001 uma ligação à Orquestra do Norte, no âmbito da direcção de Orquestra, dirigindo concertos em todo o País.
E director artístico da Banda Filarmónica de Amares.
Gravou para RTP e RDP. Tem-se apresentado no âmbito de Música de Câmara e como solista nos Festivais Internacionais de Música Vila Nova de Gaia, Póvoa de Varzim, Encontros de Primavera (Guimarães), Musica Viva (Porto), Deodat Severac (Toulousse) e Mateus (V. Real).
A convite da Fundação Hemmerich-Smola, na Alemanha, dirigiu as orquestras do Teatro de Kaiserslautern e da Rádio Sul da Alemanha.
No campo da direcção, foi assistente na Opera “Cármen” de Bizet, “Elixir d`Amore” de Donizetti e no ano 2005 dirigiu a Opera infantil, “A Menina de Fogo” de Robert Long, estreia nacional.
E maestro titular da Orquestra de Câmara do Minho desde a sua fundação, tendo dirigido com esta formação os solistas Luís Pipa e Ilya Grubert.
A convite do Instituto de Santo António dos Portugueses em Roma, tem realizado diversos recitais e efectuado estreias de obras a si dedicadas. Concertos gravados e editados pelo Instituto.
Actualmente lecciona nas Academias Companhia da Música em Braga e  Valentim Moreira de Sá, em Guimarães, desempenhando funções de direcção pedagógica nesta última. É também director artístico da Orquestra de Sopros desta escola, desde a sua fundação.
Foi admitido no ano de 2004 no Mestrado em Estudos da Criança, especialização Educação Musical, na Universidade do Minho, estando neste ano a preparar a sua dissertação de tese.
Estuda desde 2000 a título privado com o clarinetista Alessandro Carbonare em Roma.

João Paulo Teixeira, Piano

Nasceu em 1968, em Barcelos, tendo frequentado a Academia de Música desta cidade. 
Concluiu a Licenciatura em piano na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto, nas classes de Sofia Lourenço e de Pedro Burmester.
Trabalhou regularmente com os professores Helena Sá e Costa, Luís Filipe Sá, Fernando Jorge Azevedo e Jaime Mota.
Frequentou cursos de interpretação com os professores Helena Sá e Costa, Sofia Lourenço, Vitalis Margulis, Dmitri Paperno, Dmitri Bashkirov, Luís Moura-Castro, Lazlo Simon, Fernando Pujol, Luís Pipa e Nicole Henriot.
 
Teve menções honrosas pela sua participação no Prémio Helena Sá e Costa (1994) e no Concurso de Piano da Cidade da Covilhã (1998).
Apresentou-se em Roma, no Instituto  Português de Santo António onde gravou 2 CD´s. 
Participou nos festivais musicais, “Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim”, "Encontros da Primavera", “Música na Universidade” (Braga), “Música no Outono” (Braga), “Memórias do Séc XX” (Barcelos), “Jornadas de Cultura Alemã” (Braga), “Raízes Ibéricas” (Cascais), etc.
Leccionou na Academia de Música de Barcelos, na Academia de Música da Póvoa de Varzim e desempenhou as funções de pianista acompanhador na Escola Profissional de Viana do Castelo.
É professor de piano no Conservatório de Música  Calouste Gulbenkian de Braga desde 1994.
Actualmente, frequenta o Mestrado em Estudos da Criança – Educação Musical, na Universidade do Minho, em Braga.

PROGRAMA

I Parte

SONATA EM SOL KV. 283
- Allegro
- Andante
- Presto
Wolfgang Amadeus Mozart

FANTASIESTUCKE PARA CLARINETE E PIANO OP. 73
- Zart und mit ausdruck
- Lebhaft, leicht
- Rasch und mit Feuer
Robert Schumann

II Parte

“L` ABISME DE OISSEAUX”
 para clarinete solo
Olivier Messiaen

SONATA PARA CLARINETE E PIANO
- Allegro tristamente
- Romanza
- Allegro com fuoco
Francis Poulenc

 

Subscrever newsletter