Pesquisar

Presidente do Município envia mensagem ambiental à comunidade escolar de Guimarães

Capital verde 7197 1 690 2000
Abertura simbólica do ano letivo em Guimarães com mensagem ambiental nas escolas do 1º Ciclo
24 Setembro 2015

Carta de Domingos Bragança destaca importância da educação ambiental na abertura do ano letivo 2015-2016. Câmara distribui marcador de livros “Pai, conto contigo” a todos os alunos do 1º e 2º Ciclo.

«A Educação Ambiental é crucial para a mudança de atitudes e de hábitos, por isso um dos nossos maiores campos de intervenção será a Escola», escreveu Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, na carta que dirigiu aos Diretores das escolas do concelho, no início do ano letivo, reforçando o «importante contributo» da comunidade escolar para a formação de cidadãos conscientes da preservação do ambiente.

A mensagem do responsável pela Autarquia vimaranense, inserida no âmbito da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020, tem por objetivo a adoção generalizada de comportamentos e ações amigas do ambiente. «Conto consigo, com a sua ajuda essencial, neste enorme desafio que o nosso Município abraçou e que acreditamos fará com que deixemos um território melhor para os nossos filhos, as crianças e jovens que estão hoje na escola», refere Domingos Bragança no conteúdo da missiva enviada às direções dos Agrupamentos de Escolas.

A abertura do ano letivo, enquadrada na Semana da Mobilidade de Guimarães, compreendeu também a distribuição de um marcador de livros aos alunos do 1º Ciclo de escolaridade, com os vereadores Amadeu Portilha, Adelina Paula Pinto, José Bastos, Ricardo Costa e Paula Oliveira a participarem na abertura simbólica do ano letivo, visitando estabelecimentos de ensino do 1º Ciclo de cada um dos 14 agrupamentos de escola, tendo contactado com um universo de mais de dois mil alunos.

Guimarães mais verde
Além de desejarem um «bom ano letivo a todos os alunos», as intervenções incidiram sobre o significado da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia, as suas razões e a abordagem de diretrizes acerca da importância das crianças e dos jovens colaborarem no aperfeiçoamento de comportamentos, atitudes e rotinas diárias na preservação do ambiente. Durante as visitas realizadas, além de serem reforçadas mensagens de apelo à sensibilidade e consciência ambiental da comunidade, foram também realçadas as mais-valias que serão operadas no concelho, enquanto decorre o processo de implementação de medidas no âmbito da sustentabilidade ambiental.

«A Câmara Municipal de Guimarães não pode deixar de estar ao lado, de forma comprometida, de todas as escolas, ajudando a proporcionar as melhores condições de aprendizagem a todos os alunos (…), garantindo uma escola de qualidade, uma escola que responda aos desafios do século XXI, uma escola que prepare cidadãos interventivos, ativos, observadores e com capacidade de intervenção no mundo que os rodeia», afirmou Domingos Bragança, enaltecendo o projeto educativo “Pegadas”, programa de educação ambiental que tem como principal objetivo educar e sensibilizar a comunidade educativa para a defesa do ambiente e para as políticas de desenvolvimento eco-sustentável, reduzindo a pegada ecológica provocada pela emissão de carbono para a atmosfera.